O Complexo-R e a herança genética reptiliana

Você já se perguntou por que temos certos comportamentos inexplicavelmente automáticos e, de certa forma, até mesmo incompatíveis com o suposto nível de civilização de nossa espécie? Por que, ao passo que ousam falar de Amor, certos seres humanos (senão mesmo todos) podem reagir de forma agressiva a uma ofensa? Você sabe de onde vêm nosso apego ao corpo físico e nosso sentimento de medo?

Todos esses sentimentos, os quais algumas pessoas simplesmente atribuem aos “instintos”. Suas sementes subjazem no cerne de nossa personalidade, na parte inconsciente do Ser, sintetizados no que chamamos de Complexo-R. O Complexo-R é a parte mais primitiva do cérebro humano, bem como de quase todos os mamíferos. Digamos que ele seja o kernel ou hardcore de nosso sistema nervoso. Ele controla praticamente todas os processos reflexos e automáticos de nosso corpo, desde os batimentos cardíacos (através de sua vizinhança com o cerebelo) até a coordenação da musculatura lisa do sistema digestivo. Não é à toa que pessoas irascíveis reagem “com o estômago”, segundo o dito popular.

Na figura acima, onde aponta-se “Reptilian Brain”, jazem as estruturas que formam o Complexo-R, sede dos instintos e das reações mais primitivas dos seres humanos.

O encéfalo, com todas as suas estruturas e compartimentos, pode ser dividido em:

a) Complexo-R (ou cérebro réptil);

b) Sistema Límbico, e;

c) Neocórtex.

O Sistema Límbico surgiu na fase de desenvolvimento dos mamíferos, como adição ao hardcore réptil, e é responsável pelos desejos e emoções mais profundas. Poderíamos considerá-lo a fase água da evolução do encéfalo. Está ligado à figura da Lua, a Mãe Branca das emoções.

O Neocórtex é a parte mais recente e nobre do cérebro, ficando a seu cargo todas as mais variadas operações complexas de cálculos, planejamentos, memórias, associações, enfim, sendo a fase racional ou áerea da evolução do cérebro. Vejo nele o símbolo de Mercúrio, essencialmente.

O Complexo-R, sendo a fase ígnea, ou de fogo, corresponde ao comportamento mais antigo, conservador e reativo do animal humano. Ele é o núcleo fundador do encéfalo, sendo como que um protocéfalo ou arquicéfalo. Está ligado a Saturno, tanto pelo aspecto masculino como pelo feminino (Binah, a Mãe do Grande Mar e o Velho Pai, o entendimento e a radicalidade). Deste último núcleo, de origem reptiliana e produto do molde em que os répteis evoluíram na Galáxia, surgem os reflexos, as reações instintivas (tais como a busca pela sobrevivência, o instinto sexual como forma de perpetuação, a de defender seu território e sua prole, a noção de “matar ou morrer”, o medo em todas as suas formas, a obsessão, o fanatismo, o ritualismo religioso, a atração pelo “oculto”, o hábito de comer carne, etc.).

Vem-nos a pergunta: “Ora, se o tal complexo-R é a fase primitiva da evolução, como pôde haver épocas em que o ser humano era estritamente herívoro?

Resposta: E quem disse que répteis comem apenas carne? Na verdade, eles comem qualquer coisa se isso lhes valer a sobrevivẽncia. Seres reptilianos (ou com herança genética deles) fazem qualquer coisa com fins a se adaptar ao meio. Não que espécies de outros reinos não sejam capazes de se adaptar, mas pense quão pouco mudaram de forma os crocodilos nessas últimas centenas de milhões de anos, comendo de pássaros a algas!

O problema acontece quando, no ser humano, é exacerbado o instinto de defesa de territorialidade. Isso presume disputas, sangue, morte e canibalismo. Quão mais chocantes as ações de alguns indivíduos, mais Poder e chances de sobreviver a uma catástrofe social e climática, através do medo e da submissão dos demais. O homem guerreiro é sumamente canibal em potencial, sanguinário, e ele precisa ser para que se mantenha como tal. Como dizem os xirês de Ogun, deus iorubá da Guerra, do Ferro e da Tecnologia, Ogun é fogo e toma “banhos diários de sangue”, ligado a Marte (Marduk?). Sangue é vida, é o fogo correndo pelas veias do ser humano, sob a forma de ferritina.

Águia Bicéfala: aliadas à espada e ao Globo com a Cruz, as duas cabeças referem-se ao Poder Militar e Religioso, legado pelos “deuses” aos seus prepostos.

Como os deuses criadores (répteis, basicamente, ou reptilianos) decidiram não intervirem mais diretamente sobre seu gado humano, deixaram-no sob a gerência férrea de seus prepostos: os militares (que matam e submetem) e os hierarcas das religiões ritualísticas (que mantém a hipnose e a anestesia mental). Não raro, ocorre o contrário: os militares embriagam os seres humanos com as benesses da Tecnologia, enquanto os hierarcas religiosos ameaçam a todos com o fogo do Inferno, cujo medo instintivo brota dali, do complexo-R, o sincronizador de nossa herança reptiliana a nível coletivo e inconsciente, fora de nossa alçada de intervenção.

***

PARA LER MAIS: Scapelatto | Complexo-R (Cérebro Reptiliano).

Anúncios

11 comentários em “O Complexo-R e a herança genética reptiliana

      1. Foi uma piada! Para quem não entende uma irônia, o que escrevi é uma irônia. Depois ficam me taxando de reptiliano por ai. Bem, o por ai, é nos bastidores e no facebook (a rede do mal). Se eu fosse usar um broche eu colocaria nele: DESPERTE DESTA MATRIX!

        Curtido por 1 pessoa

      2. Na boa, não encuco com isso. Você é livre. Por exemplo: me posiciono divulgando materiais de conscientização acerca dessa ralé do Inferno, mas fumo o cigarro que eles fabricam.

        Não encuco, parei de ser fanático há tempos. Se você estava usando uma ironia ou falando “às veras”, não importa tanto. Posso usar um broche daquele e, mesmo assim, o simbolismo dele vai influir, apenas, sobre as mentes num baixo nível vibratório.

        Um abraço! Grato pela leitura e visita!

        Curtir

  1. A Matrix é infinita. Avança-se em níveis. Nós é que acabamos construindo as esferas às quais nos aprisionamos. A superação de pensamentos e condutas nos levam a esferas diferentes… mas sempre fazemos parte de uma ilusão: uma que criamos ou outra que aceitamos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Se a Matrix é holográfica, ela não é apenas uma ilusão de nossa Consciência em particular. Nossa Consciência é uma instância de interação com a Matrix (cuja “realidade” é apenas virtual), da qual a própria mente é um “software” em execução e experimentação.

      Apenas para esclarecer, essas são afirmações partidas de uma visão estritamente pessoal, visando ser compartilhada com você.

      Curtir

  2. Bom dia sr. Julio!
    Muito grata pela sua atenção!
    Me acho uma chata, mas já abordei o que queria. Escrevo só + 1 vez, pra falar agora das hipóteses sobre os ets.

    1) um et, sendo de material biológico estruturado (células), necessita de oxigênio. Os unicos seres vivos até agora encontrados neste universo que são anaeróbicos, são as bactérias e os fungos, que, como sabemos, tem uma estrutura molecular primária, milhões de vezes inferior a de um réptil, por exemplo.

    Logo, de onde vem um et (ser vivo estruturado) tem oxigênio e água na superfície.

    Nenhum dos nossos planetas em volta tem as mesmas caracteristicas da Terra na superfície, entao, se ets vierem daqui por perto, são peixes que fabricam naves do metal extraído debaixo da água e fabricado em fornos também debaixo da água.

    Desse modo, como dentro das naves o ambiente seria então aquático, mais provável que venham de fora desta galáxia, de planetas parecidos com a Terra. Ou então são ets-peixes que vivem no mar da Terra, e não são extraterrestres.

    2) se os ets vêm de fora, não vêm através dos buracos de minhoca, pq os desintegraria. Eles vêm de teletransporte. On line, para navegarem rápido nos anos-luz afim de chegarem no tempo exato de real time que calcularam pelos seus computadores, afim de influenciar algo na nossa história que aconteça conforme eles planejaram para ser.

    3) se são feitos de material biológico, desintegram o material molecular de que é feito seu corpo biológico o reestruturam novamente do mesmo jeito ou em outra forma, em outro tempo e espaço, através de uma espécie de impressora 3D colocada em naves na atmosfera da Terra. Essa impressora tem uma programação do “protótipo de reaglutinação das partículas” (o et em questão) conectado a ela + carbono para a produção de material biológico (células) ao invés de papel e tinta.

    4) se um réptil ou um peixe tem estrutura molecular mais primária e inferior a um ser humano no cérebro, o que os tornam com uma capacidade adaptativa e criativa inferior junto ao meio ambiente, comparada a um ser humano, então um et não é um réptil, mas deve ser um grey.

    5) para que você cria animais? Para estimaçao ou abate. Seriam os humanos animais de estimaçao? Nao. Existem para o abate ou alimentaçao energética dos greys.

    6) agora que descobrimos o DNA, e estamos tentando criar vida sem êxito, então descobrimos que o ser humano foi modificado genéticamente e existe para os greys se alimentarem de seu sangue ou de sua energia. E podem acabar conosco porque comemos o fruto proibido e estamos descobrindo suas tecnologias.

    7) seria mais lógico um grey criar gado para se alimentar, como nós fazemos. Gado não pensa e não vai comer do fruto proibido. Porém, como os greys são do mal, criaram seres humanos dotados de raciocínio para fazer um exército de estruturas moleculares inteligentes capazes de lutarem contra os ets do bem, os ets loiros, que não nos criaram antes porque são mais evoluídos e não se interessam por animais de estimaçao ou abate.

    8) mas como seres inferiores tipo gado teriam a capacidade de ajudar a lutar contra seres superiores, ets loiros dotados de maior energia eletromagnética, luminescência, etc?

    Como, quem tem mais “poder” sequer deixaria ser criado algo para lhe destruir? Por quê os ets loiros não destroem os greys e nós juntos?

    R: porque os greys são mais poderosos que os ets loiros, e por isso nós existimos como gado. E até diversas partículas subatômicas também foram criadas como gado pelo deus-diabo que criou os ets loiros e greys para uma disputa entre o bem e o mal, onde o mal é mais poderoso, pois se utiliza de partículas anti-luminescência que pesam muito mais que as partículas de luz. Por isso há mais escuridão que luz na matéria e embora se pense que a luz é que dá vida, qualquer partícula gera vida.

    9) mas se os ets, loiros e greys, NÃO são feitos de material biológico (células) então são os ditos “Espíritos”, e feitos somente de partículas subatômicas (de fótons os ets loiros, e de matéria escura os greys).

    E ambos não precisam de oxigênio, nem de naves materiais. Se usam naves é para que sua irradiação eletromagnética nao nos queime. A nave só fica quente por dentro, na temperatura deles. E eles evitam nos queimar porque somos o alimento energético deles: quanto mais mal fizermos a nós mesmos, mais energia grey estaremos produzindo contra a menor energia da luz dos ets loiros anjos. Se morrermos e nossas particulas se desintegrarem, entao não adianta nada nosso cultivo.

    Conclusão? O Deus programador de tudo é da natureza dos greys, e fez uma minoria de seres da luz só como contraponto para que o atrito gere mais criação. Nós, humanos, como os greys, somos todos filhos do pai-grey-programador. Resta-nos fazer umas equações para comprovar.

    Mais uma vez sou grata pela sua paciência e gentileza. Peço desculpas pelos meus questionamentos, mas minha intenção é colaborar para aquilo que li.

    Curtir

    1. Boa noite, Mari!

      Não creio que um ET (ou ser inteligente desconhecido) necessite ter seu corpo biológico ao modo dos nossos, nem mesmo na mesma densidade. Como o Multiverso (ao qual chamo Magna Matrix) pode ser entendido como um emaranhado de tecidos de onda em diversas frequências (e, portanto, densidades), a rigor, tudo seria matéria, inclusive o que diz-se ser espírito, alma, etc. Assim, répteis, greys, insectoides, etc., poderiam coexistir em densidade ligeiramente diferente da nossa através de constituições atômicas diferentes das nossas, prescindindo, inclusive, de oxigênio e água.

      Me pergunte se as ideias arquetípicas (matrizes ideais das formas e padrões), das quais falava Platão, precisariam de tais elementos para serem plasmadas no Astral e manifestarem-se neste plano. Claro que não! O que cria a forma é o Som, do átomo às galáxias. Mas a arquitetura dos corpos que desenvolverão inteligência neste plano é fruto de pura engenharia genética.

      Com relação ao Caos, ainda gostaria de recomendar o tema “Flor da Vida”, muito citado pelo conferencista Nassim Haramein. Não posso assegurar a lisura deste senhor, mas muito me interessa a abordagem dele. Se não o conhece, assista a esse vídeo dele:

      Sobre os greys, há quem diga (e eu nada posso opinar a sério sobre isso) que eles, na verdade, seriam clones de greys produzidos em série por reptilianos para missões nesta dimensão, devido à incapacidade destes últimos de assegurar a estabilidade de seus corpos reais no ambiente de densidade como o nosso (por serem demasiado “frios”, apreciando, por isso, o sangue humano). Há, inclusive um vídeo a respeito de um tal General David Petraeus (EUA) que demonstra como pode se desestabilizar o “disfarce” deles enquanto presentes nesta densidade.

      Veja:

      Sobre os “loiros” (do tipo ariano), já vi um, cara a cara, em uma visão extática noturna. Como dizem, em um sonho lúcido. A simbologia envolvida no cenário – tenho absoluta certeza – fazia referência clara a Mikhael (conhecido como Arcanjo). Sugiro que o poema que fiz em tributo a Ele: https://goo.gl/Rs7o4P.

      Obrigado pela sua participação, até aqui! Foi gratificante e me levou a refletir e, inclusive, retificar certos pontos-de-vista.

      Paz e Luz!

      Curtir

  3. O COMPLEXO-R AGINDO NO DIA A DIA (EM NÓS!):

    “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses* e o universo.”

    “(grego: γνωθι σεαυτόν, transliterado: gnōthi seauton; também … σαυτόν … sauton com o ε contraído), é uma das máximas de Delfos e foi inscrita no pronaos (pátio) do Templo de Apolo em Delfos de acordo com o escritor Pausanias (10.24.1).

    *deuses (quais deuses? OS Reptilianos, claro!)

    DISCUSSÃO NO TRÂNSITO:

    Assistam a este trecho do vídeo que ilustra bem de que forma os arcontes/reptilianos utilizam da nossa ignorância (sobre a atuação deles através da manipulação mental demoníaca através do hemisfério esquerdo do nosso cérebro…) e fica fácil identificar determinadas atitudes com q nos deparamos no dia a dia não só no trânsito caótico (principalmente nas gdes cidades); mas em diversas situações em que, por motivos banais, discordamos e discutimos, gerando energia negativa que alimentam nossos carcereiros; daí ficará mais nítida essa influência maligna em diversos momentos em nossas vidas e tbém na vida de outros e, podemos mudar nossa postura diante dos desafios que encontrarmos e podemos desenvolver a tolerância em relação às pessoas (que desconhecem essa perniciosa influência reptiliana que acontece através do mental).

    Esta discussão no trânsito ilustra muito bem, como nós – pessoas absolutamente normais – podemos nos transformar em verdadeiros
    demônios por conta de acontecimentos banais que acontecem no dia a dia e podem (e levam) muito, inclusive, a matar no trânsito porque
    simplesmente deixam-se manipular, influenciar pela dominação mental reptiliana do hemisfério esquerdo do cérebro – RACIONAL – que impele o ser humano a práticas das quais irá se arrepender para o resto da sua vida e, claro, principalmente, IRÁ GERAR KARMAS PARA MANTÊ-LO APRISIONADO NESTA DIMENSÃO.

    Os tais carcereiros, arcontes, reptilianos FAZEM A PARTE DELES, UÉ!

    Eles são PERVERSOS?
    SIM, ELES SÃO! ESTA É A FUNÇÃO DELES: CAPTURAR O MAIOR NR DE ALMAS PARA MANTER O FLUXO DE ENERGIA NEGATIVA QUE OS SUSTENTA…
    Mas, esta é a CARACTERÍSTICA DELES! QUE DEVEMOS PERCEBER E, PRINCIPALMENTE, EVITAR!
    Eles estão aqui para ENFERNIZAR A NOSSA VIDA, PROVANDO QUE SOMOS PÉSSIMOS TAMBÉM, E QUE, PORTANTO, FAZEMOS POR MERECER A PRISÃO A QUE ESTAMOS SUJEITOS!
    ELES, OS ARCONTES, REPTILIANOS, NOSSOS CARCEREIROS FAZEM MUITO BEM A PARTE DELES, PRECISAMOS FAZER A NOSSA!
    COMO? DIZENDO: NÃO! SIMPLES ASSIM!
    Bateram no seu carro?
    A sua mente racional (esquerda, reptiliana) manda vc matar (literalmente) o outro motorista? DIGA: NÃO! Antes de sair do carro, xingando e esbravejando contra o outro condutor, respire fundo e pense: todos que dirigem estão sujeitos a acidentes, felizmente, ninguém se machucou; e, só após acalmar-se, saia do carro e veja de que forma podem resolver o assunto de forma civilizada e sensata e sem mais delongas…só!
    É difícil? Para quem crê cegamente no cérebro esquerdo, racional e reptiliano (e segue suas ‘instruções’ sem refletir e sem questionar…) é, sim, muito difícil, infelizmente! Por isso a maioria de nós continua aqui neste planeta-prisão de reencarnação em reencarnação! Ou não?

    Um forte abraço, com afeto,
    Bel de Mello

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s