“Vivemos uma ilusão”, afirma neurocientista

A notícia não é tão recente, mas coloca em evidência a importância cada vez maior dos conceitos quânticos acerca da Estrutura da Realidade no meio científico. Acaso, vivemos (ou não) uma ilusão, bem ao estilo Matrix?

Segundo o neurocientista Donald Hoffmann, é bem provável que nada do que vemos seja, efetivamente, “real”. [Ou melhor: nada é como parece. Na verdade, nada é.]

Hoffmann compara os elementos que nossa mente nos apresenta com atalhos de área de trabalho [em outras palavras, com links simbólicos], em que aquilo que, sob um padrão determinado de design, é apresentado no desktop é apenas uma representação gráfica dos “arquivos reais”, esses estando sob um formato incompreensível ao “usuário” [na verdade, não passando de dados ou instâncias de realidade simulada].

Logo, nossa mente é apenas uma interface gráfica de apresentação de dados, nos “premiando” com uma visão resumida e ilustrada do que realmente ocorre. No entanto, quando interagimos com a “realidade” [os dados manipulados pela mente] através de nossa Consciência [nosso desktop], podemos atuar sobre esses “dados”, modificando, de acordo com as “permissões”, o funcionamento de todo o sistema ou, mesmo, de toda a rede.

O que vemos, sentimos e a forma como percebemos a “realidade” [os dados] são reconstruções adaptadas, de forma lógica [como numa sequência de entrada e saída de dados], em formato tridimensional.

***

Notícia de: Yahoo Notícias , 29 de abril de 2016.

Adaptação e comentários de: Ebrael (Central Matrix).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s