Magna Simulatrix: A Mente e o Multiverso

Há alguns dias atrás, estava eu diante do mar em uma praia próxima ao local de meu trabalho. É um lugar que não chega a ser esplendoroso, mas de onde dava de contemplar aqueles movimentos ritmados, típicos das frequências caleidoscópicas. Água vai, água vem. Água mole, pedra dura. E aí, veio-me a inspiração para pensar sobre a Magna Simulatrix.

Continue Lendo “Magna Simulatrix: A Mente e o Multiverso”

Anúncios

[DOCUMENTO] — Manifesto Divergente

Eis o trabalho de reflexão que perdurou alguns dias, enfim, concluído. O Manifesto Divergente nasceu de uma iniciativa deste espaço para concentrar os principais pontos de pesquisa e discussão dos chamados divergentes, acerca da Matrix, da Estrutura da Realidade, das origens da Humanidade e da influência das Religiões sobre as mentes humanas.

Abaixo, segue o link para download gratuito e uma cópia incorporada do documentos para ser visualizada aqui mesmo. (Para rolar para cima ou para baixo o conteúdo da visualização, use a barra de rolagem à direita do quadro.)

Continue Lendo “[DOCUMENTO] — Manifesto Divergente”

Seitas da Nova Era maçônica

Algumas, como era de se esperar, travestidas de organizações filantrópicas; outras, réplicas mal arranjadas de outras falsificações religiosas, ora inofensivas, ora psicopatogênicas. Assim são algumas das seitas da New Age, que se inspiram nos princípios maçônicos da Nova Ordem Mundial, a saber: deísmo naturalista, humanismo universalista e ecumenismo relativista.

Continue Lendo “Seitas da Nova Era maçônica”

A prisão cármica e as religiões

“Sobre reencarnação, de novo?”

Sim, sobre reencarnação, karma e livre arbítrio, de novo. Coisas sobre as quais falar: A quem serve a ocultação de nossas lembranças ancestrais? Livre arbítrio individual, existe? Consciência, o que é?

Continue Lendo “A prisão cármica e as religiões”

Sobre algumas falácias

Eu poderia começar essa postagem com aquele verso do Biquini Cavadão, em Zé Ninguém: “quem foi que disse…?”. Sim, eu poderia. A impressão que eu tenho é que a humanidade, quanto mais angústia sente, diante de tudo que lhe é esfregado na cara, se afunda em mais e mais fantasias.

Fábulas são criadas em escala industrial, hoje em dia. Quando em perigo, tais fábulas são desesperadamente defendidas por meio de falácias infantis. E é de algumas destas que falarei hoje.

Continue Lendo “Sobre algumas falácias”